5 filmes que todo estudante de Comunicação e Publicidade deve assistir

Esse conteúdo é de minha autoria, mas foi publicado originalmente no blog da Fadminas. Acesse o conteúdo original aqui.

 

1 – Art&Copy

De onde vem as ideias? Como surgem as grandes campanhas publicitárias? A essas e outras questões íntimas ao universo da publicidade, o documentário Art&Copy (Doug Pray, 2009), tenta responder. Por meio de relatos de grandes nomes da publicidade norte-americana, o filme debate questões éticas da profissão e conta a história de como algumas pequenas empresas se tornaram as marcas mais famosas do mundo, graças à criatividade de agências publicitárias. “A publicidade faz a comida ser mais saborosa, faz os carros andarem melhor, muda a percepção de tudo”.

Art_&_Copy_Poster.jpg

2 – Cidadão Kane

Um dos maiores clássicos do cinema, Cidadão Kane (Orson Welles, 1941) é um must see para qualquer estudante de comunicação. Um milionário dos meios de comunicação morre e sua última palavra é “Rosebud”. A partir daí, diversos repórteres tentam entender o significado dessa palavra, investigando a vida do magnata. Inspirado em fatos reais referentes à indústria midiática norte-americana, o filme trabalha com flashbacks e deixa claro como a comunicação é influente na sociedade.

Citizen-Kane-Welles-Podium.jpg

3 – A Montanha dos Sete Abutres

De um dos maiores diretores de Hollywood, A Montanha dos Sete Abutres (Billy Wilder, 1951), ilustra questões chaves das teorias da comunicação. O que faz algo ser uma notícia? O que faz algo ter visibilidade e não outra no mundo? Um ex-jornalista de cidade grande se muda para uma pequena cidade do interior e vai trabalhar em um jornal. Um homem fica preso em uma caverna e ele resolve noticiar o caso, mas tudo acaba saindo de seu controle. Embora não seja específico para a área de publicidade, o filme demonstra claramente como funciona a mídia.

Ace-1.jpg

4 – Obrigado por Fumar

O poder da persuasão é muito bem retratado em Obrigado por Fumar (Jason Reitman, 2005), que conta a história de um lobista da indústria do cigarro. “Eu sou pago para falar”, diz Nick Naylor, um dos autointitulados “mercadores da morte”.

7232921_orig

5 – Muito Loucos

E se toda publicidade e propaganda fossem feitas de forma sincera? O filme Muito Loucos (Tony Bill, Barry L. Young, 1990) brinca com essa premissa. Um publicitário à beira de um ataque de nervos resolver fazer campanhas sinceras: “Volvos, sim, eles são quadradões, mas eles são seguros”, ou “Aveia Quaker. É gostoso? Quem sabe!? Mas, pelo menos, a embalagem é bonitinha”. Após apresentar as peças ao seu chefe, acaba indo parar em uma instituição para pacientes psiquiátricos.

mv5bmje0ndiymtq4nv5bml5banbnxkftztcwmzyzodyymq-_v1_sy317_cr50214317_al_

Menção honrosa

6 – Mad Men

Não é filme, mas é uma das melhores séries de televisão da atualidade. Ambientada nos anos 1960, retrata a vida de publicitários da Madison Avenue – fazendo uma ponte com a história real da publicidade nos EUA – que ficaram conhecidos como “Mad Men”. O personagem principal é Don Draper, um diretor de criação com ideias geniais, mas muita “treta” em sua vida. Foram sete temporadas e venceu diversos prêmios ao longo dos anos, desde 2007.

rs_560x315-140409151335-mad_men_poster

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s